FANDOM


Etro Deusa Morte.jpg

Obra da deusa Etro em Final Fantasy XV feita por Yoshitaka Amano.

Venha, pobre coitada Etro, ela foi deixada sozinha. Seu sangue derramado, o Chaos reparar. Rainha do nada, deusa da morte - por isso deixe-a ser conhecida.
— Uma rima recitada por Fang.

Etro (エトロ, Etoro?) é uma deusa fal'Cie na série Fabula Nova Crystallis. Ela é uma personagem chave nos mythos, sendo aquela que forneceu o material a partir do qual os seres humanos foram feitos, e aquela que protege o equilíbrio entre o mundo mortal e a vida após a morte. Muitas de suas ações moldam os acontecimentos de Final Fantasy XIII e suas sequelas, mas seu papel exato nos outros jogos ainda é incerto. Motoru Toriyama afirmou que enquanto Etro é a mesma divindade entre os jogos da série, os seus papéis nos universos de Final Fantasy XIII, Final Fantasy Type-0Final Fantasy XV variam muito.

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir.

PerfilEditar

AparênciaEditar

LRFFXIII Etro Mural1.png

Mural do sangue de Etro sendo usado para criar a humanidade.

Etro nunca é visto em pessoa, mas existem representações dela em obras de arte. Uma pintura sua é exibida em Final Fantasy XV, e ela também aparece em murais em Lightning Returns: Final Fantasy XIII. No mural, Etro tem asas douradas escuras, usa um capacete alado que cobre seus olhos, e tem espaldadeiras em seus ombros. Ela nunca é retratada em Final Fantasy Type-0, enquanto em Final Fantasy XV ela é descrita como uma mulher pálida que veste roupas azul-acinzentadas que escondem seus braços. Ela também possui uma grande coroa e adornos semelhante a pautas.

PersonalidadeEditar

Etro mostra através de suas ações uma personalidade amável e compassivo por meio da proteção dos seres humanos e l'Cie. Sua ligação com os seres humanos pode ser visto em Final Fantasy XIII-2 Fragments After, quando ela vê Lightning como uma pecadora por suas ações antes de sua reunião. Sua natureza compassiva também é vista em Final Fantasy Type-0, onde ela cuida do povo de Orience. Ela também sofre uma grande tristeza devido ao seu isolamento e as memórias de inúmeras mortes humanas.

Ela possui mais destaque em Final Fantasy XIII e suas sequelas, que explora seu passado e sua relação com o mundo. Em Final Fantasy XIII-2 Fragments After é indicado que Yeul foi o primeiro ser humano nascido e que foi formado a partir da imagem de Etro. Enquanto ela tem boas intenções, muitas de suas ações tem consequências prejudiciais imprevistas. Estas são principalmente vistas nos casos de Paddra Nsu-Yeul e Caius Ballad em Final Fantasy XIII-2, e sua decisão de poupar Lightning e seus amigos no dia do Ragnarok. Dadas as inúmeras vezes que suas ações causaram desastres acidentais, Etro pode ser vista como uma deusa caprichosa no universo de Final Fantasy XIII. Ela também mostrou um lado mais rigoroso, como ela criou as leis dentro de Valhalla, que as suas criaturas e Eidolons residentes devem seguir: o fraco deve servir ao forte.

MitologiaEditar

De acordo com a mitologia oficial, o universo de Fabula Nova Crystallis: Final Fantasy é dividido ao meio: o mundo visível, ou o mundo dos vivos e o mundo invisível, ou o mundo dos mortos. Os dois mundos devem permanecer em equilíbrio, ou o universo pode ser destruído. Etro foi criada pelo deus Bhunivelze, que se tornou o único governante do mundo visível ao derrotar sua mãe, Mwynn e a banindo para o mundo dos mortos. Isso não o satisfez, já Bhunivelze acreditava que todas as coisas estavam destinados a morrer devido a uma maldição lançada sobre o mundo por sua mãe. Para alcançar o reino dos mortos e destruí-la, Bhunivelze criou as três divindades: Pulse, Lindzei e Etro.

Mythos11.png

É dada para Etro a tarefa de restaurar o equilíbrio do mundo.

Etro foi a segunda divindade a ser criada, logo depois de Pulse. A mitologia neste momento chamam Etro e os outros de fal'Cie, mesmo que todas as outras fontes o conheçam como os deuses e deusas do mundo de Fabula Nova Crystallis: Final Fantasy. Bhunivelze lamentou ter criado Etro, porque ele tinha, sem saber, a criado a partir da imagem de Mwynn. Bhunivelze temia Etro e não a deu poder para criar qualquer coisa por si própria. Bhunivelze cristalizou-se para dormir até que suas criações encontrem a porta para chegar ao reino dos mortos. Enquanto Pulse e Lindzei estavam ocupados criando o mundo e muitos outros fal'Cie, Etro era solitária. É revelado em Final Fantasy XIII-2 Fragments After que pelo desejo de ter a atenção de Bhunivelze, Etro rasgou seu corpo e desapareceu do mundo, enquanto Lindzei usou seu sangue que foi derramado para criar o primeiro ser humano: uma garota chamada Yeul, que foi criada à semelhança de Etro e, por extensão, Mwynn.

Mythos12.png

Etro dá às pessoas o seu "coração".

Em Valhalla, Etro encontra Mwynn, e, sendo ela quase foi ultrapassada pelo Chaos que inflamou como resultado da tentativa de Bhunivelze para alcançar o Mundo Invisível. Antes de desaparecer em meio ao Chaos, Mwynn deu a Etro a tarefa de proteger o equilíbrio do mundo. A deusa, adorando os seres criados a partir de seu sangue, concedeu a cada um deles um pedaço do Chaos, que ficou conhecido como o coração ou alma. Etro também atuou como seu guia: quando uma pessoa morre, sua alma recua para Valhalla, onde irá derreter no Chaos e Etro iria recuperar sua alma e guiá-la de volta para o Reino Visível para renascer.</span>

HistóriaEditar

Final Fantasy XIIIEditar

Etro é mencionada no Registro de Dados no início, já que ela "canta um lamento pelos mortos". É revelado que ela interveio durante a Guerra de Transgressão, que aconteceu 500 anos antes dos acontecimentos do jogo, transformando em cristal os l'Cie agraciados com o "fardo da besta", Oerba Yu Fang e Oerba Dia Vanille, antes que pudessem terminar a realização dos seus Focus.

Embora não seja vista em Final Fantasy XIII, em parcelas posteriores foi revelado que Etro ajuda Lightning, Snow Villiers, Hope Estheim, Sazh Katzroy, Fang e Vanille, os fornecendo Eidolons, e libertando Lightning, sua irmã Serah Farron, e os seus amigos do fardo de serem l'Cie após Fang e Vanille se sacrificarem para criar o pilar de cristal para salvar Cocoon. Durante a batalha final em Final Fantasy XIII, Etro também inverteu a transformação de Fang em Ragnarok.

Final Fantasy XIII-2 Fragments AfterEditar

Lightning-Transformação.png

Etro transforma Lightning em seu campeão.

O ato de misericórdia de Etro para com Ligtning e seu grupo no final de Final Fantasy XIII causa distorções no tempo, e o Chaos sangre em Gran Pulse e suga Lightning para Valhalla. Embora a deusa subjuga o Chos, Etro é gravemente enfraquecida. Quando Lightning aparece diante de seu trono, Etro revela que ela inicialmente odiava ela e seus companheiros pelas mortes causadas por eles quando ele eram l'Cie.Etro se conecta brevemente com Lightning para ela entender o isolamento que ela sofreu e seu amor para com a humanidade.

Etro revela as inúmeras mortes de muitos turbilhões dentro do Chaos, juntamente com o sofrimento não intencional que ela causa em Yeul, pois a distorção de tempo provoca ondulações no tempo que matam as encarnações da vidente, mesmo com a proteção de Caius. Depois de dar a Lightning o dom de ver vários momentos no tempo, Etro entra em um sono profundo junto com ela, que escolhe ficar em Valhalla como sua campeã para proteger o tempo e pagar os seus pecados.

Final Fantasy XIII-2Editar

Divina Etro. Vá em paz para o seu descanso. Vou ficar de guarda sobre o seu legado.
— Lightining
FF13-2-Lightning Altar.jpg

Lightning no templo de Etro.

De acordo com a revelação de histórias laterais,  Etro teve pena do falecido Yeul quando sua alma não pode passar em como os outros, e a retornou para o mundo visível em um ciclo da reencarnação. Yeul ganhou os Olhos de Etro, que encurtam sua vida a ponto de morrer na adolescência, dando suas visões para mudar o cronograma.

Devido ao seu dom, Yeul se tornou o vidente da cidade de Paddra. Etro deu seu coração para que o Guardião de Yeul, Caius Ballad, possua vida eterna para proteger cada encarnação de Yeul. Esses atos, no entanto, revelam-se mais uma maldição do que uma bênção.

Caius começa sua guerra contra a deusa para poder criar as condições ideais para trazer a realidade do fim alterado que Etro vem preservando. Caius manda Noel Kreiss destruir o "Coração do Chaos", a fonte da vida de Etro, pois assim que o Chaos dentro de Valhalla sangrar, o Portão de Etro irá distorcer os dois mundos em um reino antitemporal onde Yeul deixaria de ser infinitamente reencarnado. No final secreto, Caius declara a morte de Etro, e que não há nenhuma chance de ressurreição.

Lightning Returns: Final Fantasy XIIIEditar

Salvador perverso! Vá agora para o lado de Etro!
— Líder dos Filhos de Etro prestes a realizar um sacrifício.
Os Filhos de Etro.jpg

Os Filhos de Etro.

Por causa da morte de Etro, novas pessoas não podem nascer, pois as almas dos mortos perderam a guia volta para o Reino Visível. Para manter o equilíbrio entre os novos reinos visível e invisível, Bhunivelze pretende negociar com Lightning para ela substituir Etro. Mas, com a sua rebeldia, Lightning o destrói depois de usar seu poder sobre as almas da humanidade. Após a queda de Bhunivelze, as encarnações de Yeul declararam a sua intenção de permanecer no lugar de Etro no Mundo Invisível. Caius permite que a Yeul final parta com Noel para o novo mundo, enquanto as outras Yeuls são destruídas junto com Nova Chrysalia.

Um culto nomeado Filhos de Etro desafia a Ordem que adora Bhunivelze, e consideram que Etro apenas perdeu seu poder. Eles acreditam que a tarefa do salvador é igual a matá-los, e, com esse pensamento, organizam uma série de assassinatos em Luxerin com as vítimas correspondentes a descrição aproximada do salvador. Etro também é retratada em pinturas em murais em certas masmorras nas Dunas Mortas que contam a história da criação da humanidade.

Final Fantasy Type-0Editar

Abençoado pelo sorriso de Etro, a espiral deve girar novamente. Aquele que receberá esta bênção, renunciará cada faísca, e começará uma nova jornada. Mas o brilho das faíscas ainda permanecerá, sendo que um ciclo diferente nascerá para nós. Um ciclo de desespero, um ciclo de alegria, ou ...
— Informações do personagem , Arecia Al-Rashia, entrada 4

Etro não desempenha nenhum papel importante na história, porém, ela é mencionada no Nameless Tome, um texto que narra os mitos e lendas de Orience. De acordo com o texto, Etro recebe as almas dos mortos de Orience e lhes permite voltar em novas formas, e também para poder começar durante um novo ciclo. Antes da batalha final, Cid Aulstyne menciona Etro durante seu discurso sobre como a Classe Zero é imponente comparado a ele. E também deu a entender que, por meio de Rem Tokimiya, Etro vigiava Machina Kunagiri durante seus esforços para reconstruir Orience após a morte de Cid Aulstyne e o fim da Classe Zero, junto com o declínio dos cristais de Orience.

Final Fantasy XVEditar

Etro pintura-FFVersusXIII.jpg

Stella olhando para uma pintura de Etro na mão de uma estátua de uma ceifadora sombria.

Etro é mencionada por Stella Nox Fleuret na festa de assinatura do tratado, perto do início de Final Fantasy XV, quando ela fala com Noctis Lucis Caelum sobre uma lenda do seu país de origem, Tenebrae. A lenda diz que sempre que o Portão Invisível de Etro se abre, as almas dos mortos sobem como um raio de luz para os céus através do Portão. Diz-se que quando aqueles perto da morte veem a luz, eles recebem poder da Rainha da Morte (embora poucas pessoas possam ver a luz).

Stella afirma que ela pode ver a luz, assim como Noctis. Ele adivinha que ambos tiveram uma experiência de quase-morte, embora pouco se sabe sobre a deusa ou o poder dado para em Stella ou Noctis. Os povos do mundo também parecem adorar Etro.

GaleriaEditar

Etimologia e SimbolismoEditar

Etro pode ter várias origens: Etra é um substantivo italiano que significa "céu, o ar", être é o frânces para "ser" e etre é o britânico para "entre". Todos os três parecem se relacionar a história e o papel de Etro: uma divindade que vem do "reino entre" (Valhalla) responsável pelo ciclo de vida e morte, a manutênção da vida.

Em Lightning Returns: Final Fantasy XIII os murais das ruínas do templo retratam Etro como uma Valquíria. Valquírias são as deusas da mitologia nórdica que coletam as almas dos guerreiros mortos e as levam para Valhalla, a sala dos mortos. Valquirías são frequentemente descritas como belas mulheres que empunham lanças brilhantes e que montam cavalos alados. A expressão "Operação Valquíria" têm origem no termo nórdico antigo valkyrja, que significa "escolher os mortos".

Há muitos exemlos de deusas da morte nas mitologias do mundo, mas Etro diz respeito a duas delas em particular, Atropos da mitologia grega e Izanami-no-Mikoto da mitilogia japonesa.

A deusa da sorte e do destino da mitologia grega, Atropos, iria escolher como um mortal iria morrer, cortando sua linha da vida e chamando sua alma para o submundo. Todos que morressem passariam pelos olhos de Atropos. Como Etro, ela muitas vezes é associada como uma deusa da morte. Além disso, o pai de Etro é Bhunivelze, o deus supremo da luz, enquanto o pai de Atropos é Zeus, que é o rei dos deuses do Olimpo. Às vezes Atropos e suas irmãs são conhecidas como as filhas de Nyx, a deusa da noite, enquanto que na Fabula Nova Crystallis, Nyx pode ser considerada uma filha de Etro, sendo uma das Irmãs Shiva. Além disso, Atropos tem duas irmãs. Etro também tem dois irmãos, apesar de terem diferentes gêneros. As três irmãs do destino são consideradas divindades cruéis, semelhante aos deuses dos mythos da Fabula Nova Crystallis, e, no caso de Lindzei e Pulse, há algumas semelhanças, como que elas também se vinculam com seus súditos usando o destino; a impossibilidade de escapar de uma morte predeterminada e a impossibilidade de escapar de um foco determinado por um deus. Lutar pelo destino também atua como um dos principais temas através da trilogia de Final Fantasy XIII.

Na criação do mundo, a mitologia da Fabula Nova Crystallis se baseia na mitologia japonesa: a parte da história onde Etro atende Mwynn no reino invisível é uma reminiscência da mitologia japonesa, onde Izanagi-no-Mikoto procurou Izanami-no-Makoto no mundo dos mortos, mas era tarde demais, pois Izanami-no-Mikoto já tinha comido o alimento do submundo e tornou-se um com o reino dos mortos, sendo incapaz de voltar ao mundo dos vivos. Izanami-no-Mikoto é conhecida como deusa da morte, assim como Etro.

TrivialidadesEditar

  • Em Final Fantasy XIII Ultimatia Omega é revelado que a escrita latina que aparece durante a animação de invocação dos Eidolons mencionam Etro. Por exemplo, a animação de invocação de Odin tem uma escritura que pode ser traduzido como; pela graça de Etro, ao trovão o arauto da sua chegada. A escrita, que utiliza um sistema de escrita diferente dos alfabetos de Pulse e Cocoon, é atribuída a história de Etro.
  • A sua pintura em Final Fantasy XV é segurada por um ceifador, provavelmente por referência a sua posição como deusa da morte.
    • Além disso, suas representações em Lightning Returns: Final Fantasy XIII têm uma certa conexão com as Valquírias, donzelas guerreiras da mitologia nórdica que levam as almas dos guerreiros escolhidos para Valhalla.
  • Etro às vezes é vista como o Criador, mas, de todas as divindades, ela é a única que não deve ser interpretada como ele.
  • Em 2008, seu nome já era de conhecimento dos fãs em Final Fantasy Versus XII, que mais tarde foi renomeado Final Fantasy XV.
  • Às vezes, quando Noel se refere a Etro em Final Fantasy XIII-2, ele parafraseia alguns termos do mundo real, por exemplo: ele diz "pelo amor de Etro" em vez de "pelo amor de Deus".
  • Várias vezes, ouve-se uma certa melodia em Final Fantasy XIII-2, que se diz se os sinos de Etro.
  • O Crystal Legend Students em Ruffian implica que Etro tem poder quando as pessoas morriam, assim como quando elas renasciam.
  • Etro é o único descendente de Bhunivelze que não possui uma natureza "vilã"; a descrição das divindades menciona a violenta tirania de Pulse e a astúcia sombria de Lindzei.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória